Total de visualizações de página

quinta-feira, 9 de abril de 2009

Serás tu um Adulto Índigo?

por Wendy Chapman

Sim, podes ser um adulto índigo. Os adultos índigo não começaram a aparecer apenas agora; os números têm vindo a aumentar, sendo agora tantos que não os podemos continuar a ignorar. Serás tu um adulto índigo?
Note-se, no entanto, que eu (Wendy Chapman) sou a primeira pessoa a publicar algum material sobre os adultos índigo. Tudo o que ouvi falar e li antes de 2001 era que as crianças índigo começaram a chegar nos finais dos anos 70 e início dos anos 80. Recebi milhares de e-mails em 1999 e 2000, de pessoas que se diziam ser crianças índigo adultos. Essas pessoas tinham mais de 25 anos, e a maioria mais de 30, e tinham características muito semelhantes às das crianças índigo, umas mais outras menos. As diferenças em relação às crianças índigo iam surgindo nas cartas que recebia regularmente. Recolhi então toda esta informação e cheguei a uma lista de características de adultos índigo, publicada aqui em Fevereiro de 2001. A lista tem resistido ao passar dos anos, com dezenas de milhares de outras pessoas a reconhecerem-se nela e a escreverem-me. Estou verdadeiramente feliz pela minha contribuição que dei ao mundo! .
Características dos Adultos Índigos
São inteligentes, embora possam não ter tido as melhores notas na escola.
São muito criativos e adoram fazer coisas.
Precisam sempre de saber PORQUÊ, em particular quando se lhes pede para fazerem alguma coisa.
Detestavam e talvez tenham mesmo criado aversão a muito do trabalho repetitivo que lhes era exigido na escola.
Eram rebeldes na escola, na medida em que se recusavam a fazer os trabalhos de casa e rejeitavam a autoridade dos professores; OU então queriam muito revoltar-se, mas não se ATREVIAM, normalmente devido à pressão exercida pelos pais.
Podem ter, desde cedo, vivenciado depressão existencial e sentimentos de impotência, os quais podem ter ido desde tristeza a um desespero absoluto. Pensamentos suicidas, enquanto ainda se encontravam na escola secundária, ou até mesmo antes, são frequentes no adulto índigo.
Têm dificuldade com empregos no sector dos serviços. Os índigos resistem à autoridade e ao sistema hierárquico laboral.
Preferem posições de liderança ou trabalho independente, a funções em que tenham de trabalhar em equipa.
Têm profunda empatia pelos outros, apresentando, no entanto, intolerância para com a estupidez.
Podem ser de uma extrema sensibilidade emocional, incluindo chorar por tudo e por nada (sem barreira de protecção), ou serem o oposto e não revelar qualquer tipo de expressão emotiva (barreira de protecção total).
Podem ter problemas com a IRA.
Têm problemas com os sistemas que consideram obsoletos ou ineficazes, como por exemplo o sistema político, educativo, médico e jurídico.
Sentem alienação ou fúria para com a política; sentem que o que pensam não conta e/ ou que o resultado não importa.
Sentem frustração com ou rejeição do sonho americano tradicional: trabalhar das 9 às 5, casar, ter 2,5 filhos, ter uma casa com jardim, etc.
Sentem ira quando são privados dos seus direitos; sentem medo e/ ou fúria perante o “Grande Irmão” que os observa.
Têm um desejo ardente de fazer algo para mudar e melhorar o mundo. Podem estar impedidos de fazer o que gostariam. Podem ter dificuldade na identificação do seu caminho.
Têm interesses psíquicos e espirituais desde muito cedo, antes ou durante a adolescência.
Tiveram poucos ou nenhuns índigos como modelo. No entanto, o facto de terem tido alguns não significa que não sejam índigos.
Têm uma grande intuição.
Têm um padrão de comportamento ou estilo mental aleatório (sintomas de Transtorno de Deficit de Atenção). Podem ter problemas de concentração em tarefas que lhes foram atribuídas; podem saltar de tema em tema no meio de uma conversa.
Tiveram experiências psíquicas, tais como ter premonições, ver anjos ou fantasmas, ter experiências fora do corpo, ouvir vozes, etc.
Poderão ser sensíveis à electricidade: os relógios de pulso não funcionam, as lâmpadas apagam-se quando passam por baixo delas, os aparelhos eléctricos funcionam mal e as lâmpadas fundem-se.
Podem ter consciência de outras dimensões e realidades paralelas.
São sexualmente muito expressivos e inventivos OU podem rejeitar a sexualidade por aborrecimento ou com o objectivo de obterem uma ligação espiritual mais elevada. Podem explorar tipos alternativos de sexualidade.
Procuram o significado das suas vidas e a compreensão do mundo. Podem procurar consegui-lo através da religião ou espiritualidade, grupos e livros espirituais, grupos e livros de auto-ajuda.
Quando encontram o equilíbrio, podem-se tornar indivíduos muito fortes, saudáveis e felizes.
Note-se que qualquer pessoa poderá identificar-se com algumas destas características, mas os adultos índigo têm a maior parte ou todas estas características

20 comentários:

  1. Nossa, eu me identifico com tudo que está escrito.Tenho 22 anos,quando conheço uma pessoa e só de olhar eu já sei que ela não é boa coisa, só que ninguém acredita em mim, sobre sexualidade desde cedo sei a importância de casamento,o respeito para com a família e em ter uma família..Injustiça, eu não suporto isso me dói no meu íntimo..e sofro por dentro pq sinto q poço ajudar as pessoas em algo criativo, mas sinto um certo bloqueio, as pessoas só pensam no prório unbigo e esquece de ajudar as pessoas e isso me dói muito, e fico muitas vezes desesperada e logo me pego pensando por uma solução, tenho também dificuldades de arrumar serviço e muitas vezes penso muito em ter meu próprio negócio. Também já ajudei pessoas no plano espiritual e isso me enche de alegria em poder fazer algo para ajudar, meus pais não entendem o que se passa comigo..até quando era criança a prof me mandou passar na psicóloga, só porque não queria fazer lição...bom sinto que preciso de ajuda, já sei o que quero na minha vida,através dos meus desenhos levar alegria ao público através da animação,bom não fiz nenhum curso, mas não sei como dar o 1 passo e minha família está nem aí, e isso me deixa triste..como percebido prefiro escrever do que falar..vou terminar por aqui.. um abraço!!! Luana

    ResponderExcluir
  2. é uma matéria muito interessante,sou indigo-cristal tenho 26 anos,fiquei sabendo disso a pouco tempo,é incrivel como tudo se encaixa.O universo é perfeito.......

    ResponderExcluir
  3. Eu estou tão feliz! Tenho certeza de que sou uma índigo. Tenho 24 anos, não falo muito sobre meus sentimentos, meus desejos e minha vontade de mudar as pessoas, mudar o jeito que vivemos. Sei que muita gente não me compreenderia. Nasci em uma familia de espirítas Kardecistas, já frequentei umbanda, procuro tudo sobre mim,e o porque das coisas. Até hoje nunca trabalhei porque tenho medo de ficar presa a rotina e sei que não me encaixo, quero trabalhar com a natureza, com a minha criatividade que tenho! Desde pequena tive premoniçoes importantes aqui na minha casa, algumas nem tao importantes, mas premoniçoes. Geralmente tudo o que eu falo acontece.E por ai vai... Amei tudo! Estou em busca da minha felicidade e sinto estar próxima dela. Todo conhecimento é bom para a alma, é um presente do céu. Luz!

    ResponderExcluir
  4. Eu sou Andson Clio e recetemente me descobri um adulto, indigo e me sinto muito feliz por isso.Tenho 40 anos de idade, e tenho a maior parte destas carcteristicas. As informaçoes passadas pelos meu guias, me falam que os indigos da decada de 70, vieram para abrir o caminho para os que viriam nas decadas seguintes. e estes, abrir caminho para os cristais, que começarao a chegar no final da decada noventa

    ResponderExcluir
  5. Meu nome é Danyel de Carvalho, tenho 28 anos e tambem sou índigo, tenho todas essas características. Tenho um desejo muito forte de mudar o mundo para melhor e intuo cada vez com mais clareza qual é a minha missão nesta terra e caminho a cada dia que passa para conseguir cumprir essa missão. Precisamos começar a reunir os índigos do mundo, pois juntos seremos muito mais fortes, eliminaremos as distrações excessivas do mundo externo e caminharemos todos de forma mais objetiva para um único ideal.

    ResponderExcluir
  6. ok, vc explicou tudo...
    onde posso encontrar outros iguais à mim??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Thiago, como deve ter visto não fui eu quem escreveu o post, mas tambem me identifico muito com ele e hoje vejo indigos por todos os lados. O fato é que a grande maioria deles ainda está inconsciente de sí mesmo e tá por aí batendo cabeça ou indo de encontro ao muro da consciencia de massa. Aprendi tambem que o mais importante no momento é nos tornarmos cada vez mais conscientes da nossa condição ou energia, melhor dizendo. Viemos para facilitar a entrada de uma Nova Energia e tambem somos portadores dela. Portanto, cuide-se bem, ame a si mesmo e investigue sobre a Nova Energia, que nada mais é que uma "Nova Consciencia" de quem verdadeiramente somos. Gde abç

      Excluir
  7. bem...eu tenho 65 anos e tenho certeza que sou uma índigo...me identifiquei com tudo o que está escrito e aprendi a ler sòzinha...vim com 4 anos da Itália e com 6 entrei na primeira série no Brasil,já sabendo o português....sou extremamente rebelde com tudo o que está instituído por aí,pq acho que as pessoas não pensam...sou extremamente humanitária,mas gosto mais dos animais....quem quiser achar os outros iguais,procure no facebook...procure a mim...sou Daniela Oliva e tenho lá amigos maravilhosos...se identifique que eu coloco nos grupos...

    ResponderExcluir
  8. Nunca tinha ouvido falar, o fato de chegar até aqui , motivo de pesquisa, tudo que eu olhei sobre as criança e agora sobre adulto falo sem sombra de duvidas sou um índigo sou de 01/09/1984
    queria algo mais porque estou assustado com medo pra falar verdade, aqui em BH,MG não vejo nada sobre,sei que adoutrina espirita abraça acausa mais na sei se é na sua forma original.
    Gostaria de saber mais sobre ,estranho quando eu fiquei sabendo do nome fiquei encomodado.
    desde já grato,abraços e amar sempre!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Robert e obrigado pela visita. Quanto as suas impressões, bem sei, por experiencia própria que ficamos meio inseguros, pois é um novo caminho que se abre a nossa frente. Eu diria, até mesmo, que pra mim é o caminho original. Mas o mais importante é que esse caminho é feito com o nosso caminhar.
      Com muito respeito a todas as doutrinas, devo dizer que o Índigo é meio avesso a estruturas, é livre por natureza e só vai seguir o caminho que seu coração mandar, mas primeiro tem que aprender, caso não o saiba, a ouvir o seu coração/consciencia. Para nós que estamos no caminho a mais tempo, estamos vendo um desabrochar dessa consciencia e acreditamos que 2012 é um ano chave para que mais e mais Índigos despertem e percebam sua importancia no mundo. Tanto material como espiritualmente falando. No entanto, siga apenas aquilo que ressoar dentro de voce, dentro de sua alma. E isso não é nada dificil pra um Índigo, pois ele naturalmente já se sente impelido a ouvir a canção do seu coração.
      Gde abraço meu Amor e Honra a voce.

      Excluir
  9. bom, se ter quase todas as características aí me faz um indigo, BINGO.
    Tenho 36 anos, um quase meia idade indigo. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seja bem vindo! Só que não são as características que nos fazem um Índigo, mas o que sentimos em relação a elas. Grande abraço e Feliz recomeço.

      Excluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. Eu normalmente...não acredito em tudo que leio...acredito nas minhas própias conclusões,
    ser ou não ser...eis a questão..na minha opinião...ser indigo ou cristal..é um rótulo que diferencia
    os seres..acredito na evolução espiritual do homem deste os primórdios..a raça humana tem evoluido
    em todos os aspectos..Biopsicosocial,,a intuiçao aguçada, transmissão de pensamentos etc:,acredito
    eu...Berenice,,,ser um novo perfil de era populacional que desponta..neste secúlo..a tendÊncia de qualquer
    ser vivo...e modificar suas caracteriscas..para adptação do meio em que vivemos..como a lei de Darwin.
    “EVOLUÇÃO ESPONTÂNEA”Apesar do que muitos pensam, o Evolucionismo não é produto de um grupo só
    pessoa, não é idéia de um ou dois cientistas. Ele é simplesmente o
    resultado inevitável de um processo de evolução científica. A Ciência lida com fatos explicáveis e controláveis, previsíveis e reproduzíveis. Só pode aceitar explicações

    Darwin mostrou que a seleção natural tende a modificar as
    características dos indivíduos ao longo das gerações, podendo gerar o
    aparecimento de novas espécies.

    ResponderExcluir
  12. Boa Tarde!
    Tenho 26 anos, e vivo na procura de respostas que possam explicar o que sou, como vcs não me sinto parte desse universo, principalmente no que diz respeito a familia, não me identifico com eles, eles não me entendem e eu sei que eles não tem culpa por isso, assim como começo a entender que também não sou a culpada... a maioria das caracteristicas acima me descrevem, e apesar de estudar com afinco a doutrina espirita a muito tempo, não fui capaz de me identificar como um ser indigo, apesar de ja ter ouvido a expressão nesse meio. Hoje eu acordei desesperada para me entender, entender o pq sou tão diferente dos que me cercam, nasci com muitos talentos e ao longo da vida principalmente dos 9 aos 15 anos me diversifiquei muito, eu desenho muito bem,eu tenho certa facilidade com os numeros, eu me identifico muito com eles, mas a escrita tb me agrada, não sou como as outras pessoas que ou gostam de matematica, ou de português, eu escrevo muito bem, chegando até despertar curiosidade nos outros por causa disso,eu gosto de tudo relativo ao saber, eu tenho ancia por aprender e algumas pessoas me chamam de louca por isso... Faço poesias que aqueles que viram adoraram e que descrevem o que sinto com certa perfeição (mas as pessoas não sabem que meus textos me descrevem, elas nunca me percebem) eu me sinto sozinha mesmo com muita gente, e as injustiças do mundo me machucam, eu to aprendendo a lhe dar com isso atraves das metitações e do espiritismo que tem me aberto novos olhos... Os olhos da alma. Estou desenvolvendo meus sentidos e vendo minha mediunidade se aflorar e isso tudo é muito consolador, mas ainda assim as vezes sinto tristeza profunda como hoje, como se eu não fizesse parte daqui... Não sei se com vcs acontecem isso, mas as vezes tenho vontade de ir para um lugar que não sei onde é... Na verdade eu nem sei como vim parar aqui nesse blog, queria apenas me entender, entender o que se passa comigo e cheguei aqui, agora um pouco mais aliviada, percebo que outros estão como eu: Buscando neste mundo o seu lugar, que de alguma forma parece estar tão distante, pq não me reconheço nele, mas sinto apesar de tudo que eu tenho algo a realizar aqui, e que o universo começa a me colocar no caminho para cumprir a missão a que vim, gostaria de saber se alguem sente algo semelhante ao que descri aqui, gostaria muito!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Olá mel, seja bem vinda ao Universo dos Índigos e Cristais...tudo que voce descreveu é lugar comum entre os portadores da Nova Consciencia e da Nova Energia, ou seja os Indigos. Minha jornada tambem não é diferente da sua e de tantos outros, mas o bom de tudo isso é que qdo buscamos com o nosso coração sempre encontramos a sincronicidade no caminho que nos serve de bussola neste caminho onde não existem mapas. No meu caso eu me encontrei nos ensinamentos de Kryon e hoje meus estudos, alem dele, estão em sintonia com com O Circulo de Carmesim: http://www.novasenergias.net/circulocarmesim/, onde me sinto verdadeiramente na "Energia do Lar". Lar que um dia deixamos para nos aventurar aqui na terceira dimensão. E, É claro que temos um propósito aqui e eu acredito que nosso proposito é descobrir quem somos e irradiar esse saber aqui na Terra. No entanto,esse é o meu caminho e, sei que existem inumeros caminhos que levam ao mesmo entendimento, portanto deixo aqui o que tem me guiado nessa jornada: " Sinta as mensagens e os ensinamentos sem nenhum julagamento, sejam eles de qualquer fonte que seja e, somente os siga se eles ressoarem dentro de voce como a verdade que seu coração tem buscado. Um grande e amoroso abraço e obrigado pela visita. NAMASTÊ

      Excluir
    3. Oi adorei seu blog! Eu me sinto perdida ás vezes como se ninguém me entendessem, as vezes eu evito de falar de mim, meus problemas com outras pessoas porque sei que elas não me entenderiam realmente o que sinto. Isso é normal? Eu também consigo captar presenças, energias, cheiros diferentes ao meu redor e ninguém mias sente.
      Quando criança eu adorava desenhar muito, aprendi inglês com 7 anos de idade cantando uma música sem saber a letra e hoje eu sei vários idiomas, minha mãe diz que eu sempre gostei de livros desde de pequenas, eu ensino minha mãe em coisas que ela não sabe... Não gosto de injustiça , tenho pouca atenção ao fazer as coisas, tenho problemas com autoridade, com empregos também, adoro musicas. Odeio injustiças, crueldade, desonestidade mentira e falsidade!Escrevo muito tem vezes que eu sei identificar os tipos de pessoas só pelo o olhar, tenho vontade de ajudar as pessoas e quando eu consigo eu fico triste, e procuro uma solução para resolver, tenho experiências fora do corpo.
      [...] sinto que os anjos me rodeiam também, adro a natureza, amo os animais e as crianças. Converso muito comigo mesmo não se isso conta para um ser índigo :) mas sempre senti que eu sou diferente do mundo e daqueles que me cercam. Sou sensível, choro tudo e por nada... sempre procuro achar os dois lados para ser justa. Minha família é cheio de tradições e realmente não concordo com eles de maneira nenhuma!
      Sou muito intuitiva, tenho premonições em sonhos... E a maiorias dos outras características eu obtive através do seu texto. E sempre fui muito ligada a inteligencia, sempre gostei de conversar com os mais velhos do que eu na idade na faixa dos 30 á 90 anos tipo assim... e eles sempre me disseram que eu pareço ter a idade deles! Adorei saber que sou índigo. Também gosto de magia, espiritualidade, livros desses assuntos...
      Muito obrigada pela a informação, adorei o seu texto e o seu blog...
      Bjoos de Luuuz !


      Excluir
  13. Tenho 53 anos e estou surpresa por encontrar total identificação em todos os sites q pesquisei sobre adulto índigo...sempre me senti diferente e com muita dificuldade de aceitar convenções, o que me colocou em muitas situações difíceis ao longo de minha vida...mas tudo bem,bem por isso vítima,mas diferente...
    Gostaria de aprofundar mais sobre o assunto ou temas q possam ajudar a me descobrir e usar isso de forma mais focada então...posso ter de vcs essa orientação?
    Gratidão..
    Vivi

    ResponderExcluir